...ditos, mitos & ritos...

domingo, 23 de novembro de 2008

NOVEMBRO _ Calendário Lunar






NOVEMBRO _ Calendário Lunar

.

Em plena Lua de Inverno, também chamada "dos Mortos" _ e é fácil ver a razão de tal denominação dada a celebração que, segundo o calendáro litúrgico, cristão _ e não só.._ dá início a este mês de Novembro, passada aquela, não encontrei rasto de outras celebrações, pelo que irei dar lugar à apresentação genérica, em forma de lista, do calendário lunar, com as respectivas celebrações e significados consignados, conforme encontrados em sítios-fonte, online, perto daqui...

Para relembrar, do modo mais simples e abrangente possível, registe-se:"Um ritual é um conjunto de gestos, palavras e formalidades, várias vezes atribuídas de um valor simbólico, cuja performance das quais é usualmente prescrita por uma religião ou pelas tradições da comunidade. Um ritual pode ser executado a intervalos regulares, ou em situações específicas. Qualquer atitude repetida de igual forma mais de uma vez pode ser considerada um ritual."
.



.
No entanto, radicados nas ancestrais culturas e religiões que se ancoravam no trânsito dos corpos celestes mais próximos e, por conseguinte, com maior impacto _ real ou nem tanto... _ na vida sobre o planeta e seus habitantes, seus ciclos de existência e relações, instituíram-se cultos com ritos específicos, mais ou menos perdidos, muitos ainda permanentes ou retomados... A ver:
As Luas do Ano

As treze luas cheias



"Existem de doze a treze luas cheias no ano. Contando 28 dias por lunação e 13 luas, chegamos a 364 dias e um dia fora do tempo, um dia para celebrações _ e perdão _ , para assinalar o término de um ano, e para dar as boas-vindas ao que se lhe segue.
Os nossos antepassados guiavam-se pelo calendário lunar; hoje em dia também há quem continue a seguir e manter um calendário lunar para magias, ritos etc. Pode tentar conjugar o calendário Lunar com o Solar ou simplesmente criar o calendário que mais lhe agradar…


Segue-se a lista das luas cheias do ano com os vários nomes pelas quais são conhecidas e os rituais propícios para essas mesmas.

Janeiro

Lua do Lobo, Lua sossegada, Lua guardiã, Lua fria, Lua da neve, Lua dos antepassados…
Rituais de independência; Fortuna; Mudar a sorte no geral; Protecção dentro e a volta da casa; Cura da terra, que tenham por objectivo os desprestigiados, os famintos, os sem abrigo os doente e os necessitados; Adivinhar futuros parceiros e prever felicidades futuras; Honras à deusa.




Fevereiro

Lua do gelo, Lua cornuda, Lua faminta, Lua viva, Lua da tempestade…Rituais de protecção contra a pobreza e pela harmonia familiar; Fortalecimento de relação já existente e a melhoria da comunicação entre as pessoas; Dedicações; Definição de objectivos; Fortalecimento da mente e da memória; Purificação do corpo e do espírito; Viajantes; Animais; Garantir assistência em assuntos judiciais; Invocações para protecção contra inimigos e contra os que nos querem mal; Purificar o coração; Afastar contos e ditos prejudiciais; Criar atracção em assuntos amorosos.


.Março

Lua casta, Lua ninfa, Lua soberana, Lua anã, Lua do Olho Interior…
Rituais de liberdade; Novos começos; Afastar a doença, o desespero e a falta de sorte; Fertilidade; Abundância; Crescimento; Crianças; Flores; Força vital; Julgamentos rectos; Acções positivas; As mães no geral; Honrar a lua; Promoção das energias psíquicas; Clarividência; Adivinhação através dos sonhos; Honra ao corpo e à mente.



Abril


Lua crescente, Lua do agricultor, Lua do bebé, Lua das sementes…
Rituais para semear e para obter boas colheitas, para promover o bom tempo, o desenvolvimento das flores e de tudo o que seja belo; Abençoar todos os tipos de viagens, afastar medos e tristezas; para novos inícios, promover o equilíbrio, rectidão, as boas decisões e a verdade; Rituais para afastar raiva e todo o tipo de problemas, bem como para promover a libertação de todo e qualquer ódio; Rituais de focalização e progressão face aos objectivos da vida.



Maio
Lua das flores, Lua da noiva, Lua feliz, Lua da lebre, Lua do amor…
Rituais em honra a Deusa e às mães no geral para promover energias femininas; Limpeza da mente, do corpo e do espírito, a da casa e da família; Promover o amor nas relações presentes e futuras; Fertilidade, prosperidade dádivas e abundâncias; Honrar os anciãos do presente futuro e passado; Honra da beleza do corpo e da perfeição; Celebrar a união do deus e da deusa.



Junho


Lua da rosa, Lua do casamento, Lua da Díade, Lua do mel…
Rituais para casamentos e uniões amorosas, o amor e a união; Reuniões, convívios; Sabedoria, força física e resistência; Honra da fertilidade da terra e celebrar as suas dádivas; Promover a procura da verdade interior e do auto-respeito; Rituais para que os jovens desenvolvam a sua força física e mental; Rituais de concepção e que promovam o aumento futuro do número de iniciados.



Julho

Lua do campo; Lua da donzela; Lua da erva; Lua do trovão; Lua festiva; Lua quente; Lua do Feno….
Rituais de paz, harmonia e protecção; Celebrar casamentos e uniões; Promover a liberdade, a multiplicidade de opções e as realizações karmicas; Iluminação e Intuição; Celebrar abundância nas colheitas e na vida; celebrar a fertilidade de animais; Promover a paz no mundo; Rituais para a colheita de ervas mágicas; Agradecimentos aos Deuses pelas bênçãos concedidas.



Agosto

Lua do milho; Lua madura; Lua do poeta; Lua da baía; A Lua da Loba…
Rituais para escrever, criar, inspiração e realizar feitiços novos e antigos rituais para a primeira colheita; Celebração de liberdade de escolhas em questões religiosas; Remover obstáculos e obstruções aos objectivos; Criar perfumes óleos e incensos; Rituais que envolvam o contacto com fadas, gnomos e duendes, no sentido de criar uma união em torno da defesa da terra e rituais que envolvam os quadrantes e os elementos; Promover a diversão, a fantasia e os sonhos.



Setembro

Lua pobre, Lua do vinho, Lua do Outono, Lua do fogo, Lua da Risada de Afrodite…
Rituais em honra da segunda colheita; Rituais de mudança, para afastar tudo o que é negativo; Acender fogueiras ao ar livre; Promover gratidão, a dança e a jardinagem; Adivinhação e oráculos e para a bênção de instrumentos mágicos; Afastar influências inúteis e negativas incluindo vícios; Rituais para preservar a vida e a juventude; Revelação de segredos e para descoberta de tesouros.



Outubro


Lua do sangue, Lua da muda, Lua da colheita, Lua do Malte, Lua da Cura…
Rituais para honrar a terceira e última colheita do ano; Promover a protecção e a segurança em viagens; Rituais que envolvam celebrações da vida neste mundo e da eternidade no além; Honra dos relógios, vassouras e cemitérios; Rituais em honra dos lugares sagrados e para promover todas as áreas relativas a empregos; Libertação de tristezas e do sofrimento, para a cura e a desobstrução; Rituais que envolvam a luz e a escuridão do sol, relativos a morte do Deus e celebrações em sua honra.



Novembro

Lua de Inverno, Lua dos mortos, Lua glaciar, Lua do caçador, Lua dos Sonhos…
Rituais em honra dos guias e guardiães e para promover contactos com eles; Rituais que envolvam paz e o conforto; Bênçãos da cozinha e da lareira; O pôr do sol, os irmãos e irmãs, o luto, a desobstrução e a purificação; Honra e o repouso; Caldeirão; Protecção dos bosques e em honra dos animais; Das tecelagens; Altura para abandonar e recuperar, renovar altares, purificar os poços; Paz na família e entre amigos.



Dezembro

Lua do carvalho, Lua de Yule, Lua da pimenta, Lua alegre, Lua do riso…
Rituais em honra do nascimento do filho da Deusa e do deus; Sucesso, prosperidade e a dádiva; Nascimentos,
novos inícios; As crianças, as mães e anciãos; Vida e a reencarnação; Afastar o adormecimento e a estagnação; Rituais que envolvam o riso, a felicidade, a harmonia; Honra dos pais e dos ciclos da vida e da natureza; Fadas de Inverno; Desejos, esperanças, ofertas e generosidade; Rituais para acordar as almas adormecidas com suavidade.



Décima terceira lua ou Lua Azul
A Lua de Contar as Bênçãos


(É comum chamar lua azul à segunda lua cheia do mês, quando tal acontece, ( o inverso, ou seja, a segunda lua nova do mes é conhecida como lua violeta). No entanto para os nossos antepassados a 13ª lua era o 13º mês do ano e contava igualmente. Só com o calendário gregoriano é que foi suprimida uma lua dando origem ao ano bissexto. Outra curiosidade é o facto de o nosso calendário ter dois meses com 31 dias, Julho e Agosto, apenas por vaidade Romana, pois Augusto não queria ser inferiorizado ao mês de César _Julho, tendo ficado com o mesmo número de dias.)

A Lua Azul é uma Lua de Amor, onde podemos trabalhar todas as questões relativas a esse sentimento que move os mundos: o amor-próprio, o amor pelo outro, o amor universal. Também é um tempo em que fica facilitada a conexão com o mundo das Fadas, com o Povo Pequeno; Rituais que envolvam bênçãos especiais; Inspiração; Promover e redefinir objectivos e propósitos da vida; Alcançar a plenitude; Rituais que envolvam a purificação das vassouras e das ferramentas magicas; Cerimónias que envolvam disfarces e energias físicas de alta densidade; Meditar sobre a roda da vida, as estações do ano e para introspecção.







De acordo com o calendário "mágico", o nome da lua poderá variar caso a lua cheia ocorra num dia específico do Zodíaco ou se estiver perante algum elemento especial. Por exemplo:


Lua da Semente - Lua cheia num signo produtivo do Zodíaco


Lua do Filósofo - lua cheia em Sagitário

Lua da Colheita - primeira lua cheia após o equinócio de Outono
Lua dos Amantes - lua cheia em Escorpião

Lua da Neve - primeira lua cheia no primeiro mês da neve
Lua do Lar - Lua cheia em Caranguejo


Lua dos Silfos - quando a lua cheia ocorre num signo de ar


Lua Ninfa - lua cheia durante o primeiro trimestre da deusa


Lua Donzela - Lua cheia durante a fase maternal da deusa


Lua de Hecate - lua cheia durante a fase anciã da deusa."

(TextodeBrydea_rituaisantigos,JoséMedeiros / SisterMoon)








cold







.

.

Sem comentários:

Enviar um comentário